Vendedor de fumo

from by HANGING BY A NAME

/

lyrics

com a certeza de quem trai o sonho
te enrolas fundo no engano
intrujar meio mundo e sussurrar

ah ah ah ah tu és só mais um que se arroga à arte
chamar criação sua, ser o seu estandarte

um idealismo kitsh o aparatchik vazio
de quem se dá a moda do declínio

ah ah ah ah tu és só mais um que se arroga à arte
chamar criação sua, ser o seu estandarte

e mais então
afila o dente
o negro cão
que rosna:

mísero cego que de ilusões te cobres
pobre de ti
que só de te ouvir
me espumam as beiças
e rasgo
a tua falsa pose
em mil e um pedaços
que envio pro espaço
e te encaminho
certo
percorrer o inferno
que é o de seres
vendedor de fumo
sem qualquer corpo
ou peso
que te encomende senso

resta-te
enquanto
tens tempo
a sorte
de poderes tentar
em ti próprio encontrar

ai
essa agrura
que a todos nós
faz aterrar

ai
e nos assenta
os pés no chão
e aclara o olhar

mísero cego que de ilusões te cobres
triste manto que tece a tua sorte

credits

from A areia na engrenagem, released December 24, 2015

tags

license

about

HANGING BY A NAME Coimbra, Portugal

HANGING BY A NAME is first and foremost the result of the collaboration of the three musicians that make up the band. Duarte Feliciano (Guitar and Vocals), Adílio Sousa (Bass Guitar) and Renato Costa (Drums) are a trio by choice, not by accident. A complex alternative power rock framework, that aggregates music with literature, visual arts giving birth to something new and full of individuality. ... more

contact / help

Contact HANGING BY A NAME

Streaming and
Download help